Confira 4 dicas infalíveis para saber como reduzir estrias!

como reduzir estrias
7 minutos para ler

como reduzir estrias

Afinal, como reduzir estrias? Essa é um das maiores dúvidas quando falamos sobre o cuidado com o corpo. Essas terríveis listras assombram a mulherada há tempos, mas saiba que, hoje em dia, existem diversos procedimentos para amenizá-las.😱

Entre tratamentos caseiros e profissionais, o resultado esperado depende muito do tipo de estria e da resposta da própria pele. Você sabe a diferença entre as marcas brancas, roxas e vermelhas? Quer aprender como reduzir a aparência delas de forma eficaz? Então, continue e a leitura, pois é sobre isso que falamos neste post, confira!😉

1. Saiba quais são os tipos de estrias

A estria é uma lesão que acontece quando há um estiramento da pele, restando um tipo de cicatriz. Sendo assim, naquele lugar, a produção de colágeno e elastina — substâncias que dão sustentação e elasticidade à cútis — é drasticamente reduzida e, por isso, não há a regeneração dos tecidos ali.

Você pode observar que existem 3 tipos dessa marca: vermelha, roxa e branca. A verdade é que cada uma representa uma fase da lesão. É importante identificar em qual etapa a estria está para dar o tratamento certo. Veja a seguir.

Estrias vermelhas

Essas são as mais recentes e, por isso, as mais fáceis de tratar e regenerar. Elas são dessa cor porque ainda preservam os vasos sanguíneos que, por sua vez, continuam levando nutrientes e oxigênio para as células.

Estrias roxas

Elas são as intermediárias entre as vermelhas e as brancas: não são tão recentes, mas também não viraram cicatriz de vez. Esse tipo também responde muito bem aos tratamentos, ficando quase imperceptíveis.

Estrias brancas

As estrias brancas são as que já viraram cicatriz. A coloração é branca porque já não é tão irrigada e, portanto, não recebem os nutrientes de maneira adequada. São mais difíceis de tratar, porém não são impossíveis de sumir.

2. Conheça os tratamentos caseiros

Muita gente acha que somente os tratamentos profissionais — e caros, diga-se de passagem — são o que dão bons resultados, mas não é bem assim que acontece. Dependendo do tipo de estria, como as vermelhas e roxas, dá para amenizar a aparência delas com alguns truques em casa. Dá uma olhada.

Creme para estrias

Hoje em dia, existem diversos cremes para estrias que trazem resultados muito satisfatórios. Isso porque eles contêm princípios ativos que estimulam a produção das substâncias firmadoras e regeneradoras da pele.

O ideal é buscar ajuda de um dermatologista 👩🏼‍⚕️ para prescrever uma marca específica ou uma fórmula personalizada. É interessante fazer uma massagem ao longo do comprimento da estria até que a pele absorva todo o produto, pois isso ajuda na circulação local e, consequentemente, na recuperação celular.

Esfoliação

Assim que perceber o surgimento de uma estria, faça esfoliações até duas vezes por semana. Para isso, utilize uma bucha vegetal ou um esfoliante corporal da sua preferência, friccionando de 3 a 5 minutos na região.

A esfoliação remove as células mortas e ativa a produção de colágeno, elastina e fibroblastos. Além disso, o ato de massagear auxilia na irrigação da pele, levando nutrientes e oxigênio.

Óleo de rosa mosqueta

O óleo de rosa mosqueta é um grande conhecido na luta contra as estrias, e isso não é à toa. Ele tem poderes cicatrizantes e regeneradores das camadas mais profundas da pele — tanto que é muito utilizado para fechar feridas e queimaduras.

Fora isso, ele nutre e hidrata profundamente a pele, o que ajuda, e muito, tanto na eliminação das estrias quanto na prevenção delas. Para ter os seus benefícios, aplique algumas gotas do óleo na pele e massageie por 3 a 5 minutos.

3. Entenda os procedimentos estéticos

Embora muitas pessoas achem que as estrias brancas não têm solução, a boa notícia é que a modernização dos procedimentos estéticos permite uma aparência mais uniforme da pele e, assim, disfarçar essas cicatrizes. Veja quais são os tratamentos profissionais.

Peeling

É uma descamação da pele feita com ácido retinoico realizada por dermatologista ou fisioterapeuta. Nesse caso, as substâncias que fazem parte da regeneração celular são estimuladas por conta da remoção das camadas mais superficiais da cútis. Dessa maneira, uma nova derme nasce com aparência mais uniforme, disfarçando as estrias.

Dermaroller

É um rolinho com microagulhas de aproximadamente 2 mm que é passado sobre a pele, gerando microlesões. Assim, a pele é obrigada a se regenerar e a fabricar colágeno e elastina, o que ajuda a reduzir a flacidez e amenizar a aparência das estrias.

Embora pareça um procedimento fácil, só deve ser feito com um especialista, pois, caso contrário, pode trazer consequências desagradáveis, como manchas e cicatrizes. E isso não é o que queremos, não é?😲

Dermoabrasão

Se o peeling utiliza uma substância química — no caso, o ácido retinoico — para descamar a pele, na dermoabrasão, essa esfoliação é mecânica. Com um aparelho que parece uma lixa, as camadas mais superficiais da cútis são removidas, estimulando a produção de colágeno e elastina e revelando uma derme mais nova e uniforme.

Intradermoterapia

Por meio de injeções, vários componentes químicos são introduzidos no comprimento das estrias. Dessa forma, a depressão é nivelada com a pele e a aparência da cicatriz é amenizada. Além disso, o procedimento ativa a produção das proteínas que mantêm a cútis firme.

Tatuagem

Uma maneira de camuflar as estrias brancas é utilizar a técnica de tatuagem. O profissional faz uma mistura de tintas para chegar ao tom de pele da pessoa, e aplica uma por uma. A depressão não é resolvida, mas a diferença de coloração da cútis e da cicatriz é amenizada, dando um aspecto mais natural. Legal, não é mesmo?

4. Descubra como prevenir as estrias

Já diz o ditado: é melhor prevenir do que remediar. Antes de ter estrias ou surgirem novas, o ideal é evitá-las. Apesar de a genética influenciar muito nessa questão, com algumas atitudes é possível manter essas cicatrizes longe da sua pele.

  • mantenha a hidratação da cútis com cremes e loções específicas para seu tipo de pele;
  • os óleos de rosa mosqueta e amêndoas também ajudam na nutrição e regeneração, por isso, é indicado usá-los todos os dias;
  • beba, pelo menos, 2 litros de água por dia: a hidratação da pele vem de dentro para fora;🥤
  • tenha uma alimentação saudável, pois ajuda na qualidade da pele;
  • mantenha o peso corporal, já que o engordar e emagrecer constantemente causa o estiramento da pele.

Viu como reduzir estrias é mais fácil do que você imaginava? Com alguns tratamentos, caseiros ou profissionais, é possível disfarçar o aspecto delas e ter uma pele mais uniforme. Além disso, é importante evitá-las tomando alguns cuidados no dia a dia.

Quer aprender a cuidar ainda mais de você? Então, leia o nosso guia completo de cuidados de beleza!

 

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-