Descubra o que é lifting e os resultados que você pode alcançar

o que é lifting

o que é lifting

Você sabe o que é lifting? A palavra deriva do verbo em inglês “lift”, que significa “subir”, “levantar” ou “empinar”. No universo estético, o termo é utilizado para caracterizar processos cirúrgicos que têm como objetivo reacomodar tecidos. Em outras palavras, diminuir o efeito “sobra de pele”, principalmente na região da face.

Ficou superinteressada? Então, acompanhe o post e saiba tudo sobre o lifting e quais os resultados que o procedimento pode apresentar 😀.

Descubra quais são os tipos de lifting

Existem vários tipos de lifting, indicados para casos específicos e objetivos direcionados de acordo com as necessidades individuais de cada paciente. Geralmente, o lifting é associado a procedimentos para a melhora do tecido epitelial do rosto.

Entretanto, muitas pessoas não sabem que a técnica também pode ser aplicada no pescoço, seios, braços, glúteos e coxas. Ou seja: em qualquer lugar que seja detectada flacidez ocasionada pela diminuição do colágeno.

Também é importante mencionar que há cosméticos que possuem o mesmo efeito lifting e não são invasivos como os demais procedimentos. É preciso deixar claro que em cada região é realizado um tipo de lifting. Veja a seguir quais são os mais comuns:

Lifting Facial ou Full Face Lifting

O procedimento é indicado para casos de grande flacidez na região da face, com rugas acentuadas e marcas de expressão profundas como o bigode chinês. É uma das cirurgias plásticas com maior procura nos consultórios e clínicas do Brasil.

Vale dizer que o processo deixa uma cicatriz na região frontal, próxima as orelhas. E, em alguns casos, uma pequena incisão atrás do lóbulo.

Entretanto, se o paciente também tem sobra de pele na região do pescoço (a famosa “papada”), recomenda-se recorrer ao lifting cervicofacial. O procedimento é um dos mais completos para tratar a flacidez facial, pois engloba o tratamento do rosto, pescoço e colo.

Lifting nas coxas (região interna) e glúteos

Geralmente, essa intervenção é realizada para amenizar o excesso de pele após o emagrecimento. Nas coxas, o corte é elaborado a partir da “raiz” interna da perna e se estende até a virilha. Já os pacientes com flacidez no glúteo, além celulites e estrias, podem optar pelo lifting como solução para a reduzir marcas e sobras de pele no bumbum.

Após a cirurgia, coxas e glúteos ficam visivelmente mais delineados. Nos primeiros 30 dias após a cirurgia, o corpo ainda estará inchado e com hematomas naturais ao procedimento. Por isso, utilizar faixas ou bermudas de compressão específicas para a recuperação cirúrgica é o ideal.

Lifting nos braços

O procedimento remove a sobra de pele da região dos braços  — o famoso “tchauzinho”. Entretanto, a recuperação pós-operatória não é das mais simples: os braços são envolvidos em “bandagens”, tipos de curativos elásticos de compressão. Em alguns casos, também utiliza-se dreno sob a pele para evacuar fluidos e excesso de sangue naturalmente acumulado depois da cirurgia.

Saiba quais são os benefícios e as contraindicações do lifting

Os benefícios do lifting são vários e permanecem visíveis de quatro a seis meses, dependendo das condições biológicas e de saúde de cada paciente.

Vale dizer que, além de tratar esteticamente as imperfeições, o procedimento melhora visivelmente as condições da epiderme e a qualidade do tecido 😍. Veja as principais vantagens que recorrer ao procedimento proporciona:

  • realoca a pele e as estruturas profundas para a posição adequada;
  • diminui o aspecto do envelhecimento da pele;
  • ameniza o excesso da gordura que proporciona “peso” no local;
  • melhora a estética da região operada;
  • aumenta a autoestima e segurança.

Porém, antes de realizar a cirurgia, o paciente deve passar pelo tradicional check-up para averiguar as condições de saúde, como raio-x, hemograma, eletrocardiograma, entre outros. Em média, o processo cirúrgico demora de 2 a 4 horas e necessita de até 21 dias de repouso e recuperação.

Como todo procedimento invasivo, o lifting não é indicado para pessoas que apresentam alterações nos exames solicitados durante o pré-cirúrgico, nem dobras, marcas e rugas com grande profundidade ou acúmulo de gordura.

Aposte em cosméticos com efeito lifting para obter resultados sem cirurgia

Se você quer o tão desejado efeito da plástica, mas não cogita em hipótese alguma “entrar na faca”, a solução está mais próxima do que você imagina! O universo dos cosméticos já desenvolveu inúmeros produtos que prometem o efeito lifting utilizando apenas cremes e loções específicas.

O melhor de tudo é que o resultado é tão bom quanto o cirúrgico. Substâncias como tensine e raffermine atuam como proteínas tensoras, inibindo a destruição do colágeno nas células, prevenindo e combatendo a flacidez natural.

Outro ingrediente amplamente utilizado em cosméticos com efeito lifting é o ácido hialurônico (5% a 10% da composição). O produto é responsável por preencher o espaço entre as células, atraindo a água para a pele, que fica com o aspecto “esticadinho”.

Há outros componentes que também são responsáveis por potencializar o efeito lifting, como ácido lático, vitamina E, pantenol, densiskin etc.

Vale dizer que para se sentir satisfeita com os resultados dos cosméticos é preciso investir em produtos de qualidade e obedecer as indicações de aplicação. Utilize o produto regularmente e siga todos os cuidados indicados na embalagem.

O melhor de tudo é que, diferente das intervenções cirúrgicas, os cosméticos com efeito lifting não deixam cicatrizes nem agridem o organismo. Além disso, auxiliam na proteção e na saúde do tecido epitelial de maneira saudável e sem danos à saúde.

Qualquer pessoa que deseja minimizar ou prevenir a flacidez da pele pode utilizar esse tipo de produto. Lembrando sempre que, na hora de adquirir o cosmético, é importante levar em consideração a procedência e fabricação. De nada adianta comprar um produto que promete milagres se não apresenta eficácia comprovada.

Além disso, cosméticos de efeito lifting são opções muito mais baratas e, consequentemente, mais acessíveis.

Agora que você já sabe o que é lifting e conhece as diferenças entre os processos cirúrgicos e os cosméticos não invasivos, procure produtos e procedimentos de qualidade para atender suas necessidades específicas. Lembre-se de apostar em cosméticos de qualidade para que o resultado seja positivo e satisfatório.

Se você gostou do nosso conteúdo, confira o post sobre rejuvenescimento facial e saiba tudo sobre como ter uma aparência jovem sem sofrimento 😘!

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *