Saiba o que causa oleosidade no rosto e confira como tratá-la

oleosidade no rosto
6 minutos para ler

Você sabe o que gera a oleosidade no rosto? De forma geral, o óleo natural é bom, saudável e ajuda inclusive a prevenir o envelhecimento 👵. Mas seu excesso também pode causar características na pele que são pouco desejáveis, como a propensão para a espinha e a aparência brilhosa.

Que tal aprender um pouco sobre o tema e aproveitar para identificar de maneira precisa se sua pele se encaixa na categoria? Continue a leitura do artigo e veja as informações que preparamos para você 🙂.

O que gera a produção de oleosidade no rosto?

São vários os fatores que contribuem para a oleosidade no rosto, desde questões genéticas até a alimentação, o clima e a utilização incorreta de cosméticos. A pele produz o sebo na tentativa de proteger o organismo desses fatores e, assim, diminuir o ressecamento.

As responsáveis por isso são as glândulas sebáceas, pois geram diariamente uma espécie de gordura que atua na camada mais externa do rosto junto ao suor 💦. Entretanto, a produção excessiva do óleo acarreta problemas de pele, como o brilho indesejado e a maior ocorrência de cravos e espinhas.

No Brasil, a questão é recorrente para a maioria das mulheres, já que 70% das brasileiras têm esse tipo de pele. O clima tropical do país favorece a estatística, bem como a poluição excessiva presente em muitas das cidades de médio e pequeno porte. Já a alimentação contribui para o excesso de oleosidade se consumimos muita comida gordurosa 🍔 ou fritura.

O entupimento dos poros, seja por meio de produtos pouco adequados ou pela não higienização eficaz do rosto, também intensifica a oleosidade e pode agravar a ocorrência de espinhas.

Assim, como são muitos os fatores que interferem na maior produção de sebo da pele, o ideal é adotar diariamente hábitos saudáveis que possam minimizar tal característica. Para isso, o primeiro passo é identificar corretamente se sua pele é realmente oleosa 🤔.

Como diagnosticar uma pele oleosa?

Alguns sintomas recorrentes facilitam o diagnóstico. Procure observar no espelho se os poros parecem bastante dilatados e acompanhe fatores externos mais visíveis, como o surgimento recorrente de cravos, acnes e lesões inflamatórias. O brilho excessivo também é uma característica comum nesse tipo de pele e está presente de maneira acentuada na famosa zona T (composta por testa, nariz 👃 e queixo).

A dificuldade na fixação da maquiagem por períodos maiores de tempo e o aumento do brilho ou de inflamações durante o uso de produtos pouco habituais podem ser indicativos de que sua pele requer cuidados especiais e se encaixa na categoria.

Quais são os cuidados necessários para tratar a oleosidade no rosto?

Agora que você já aprendeu a identificar as causas e características do problema, que tal ver dicas práticas sobre como evitá-lo? A incorporação de pequenos cuidados na rotina faz toda a diferença na hora de garantir uma pele mais bonita e saudável. Veja as principais recomendações que separamos para o seu dia a dia 🙂.

Limpar o rosto com sabonete específico

oleosidade no rosto

O primeiro passo para cuidar da pele é fazer a higienização de maneira adequada. Por isso, é muito importante escolher um sabonete específico para peles oleosas — preferencialmente líquido, de maneira que seja menos agressivo e adstringente.

Lavar a cútis com parcimônia

Quem tem a pele oleosa costuma sentir a necessidade de limpar o rosto várias vezes ao dia. Mas a retirada em excesso da oleosidade pode causar um efeito rebote e contribuir para o aumento da produção de sebo.

Por isso, o ideal é lavá-la com parcimônia, cerca de três vezes ao dia no máximo. Essa quantidade garante a limpeza sem que exista o risco de desequilibrar ainda mais a produção de óleo. Portanto, nada de exagerar, ok? 😉

Esfoliar a pele

Fazer esfoliações ajuda a retirar as células mortas e impurezas, melhorando a circulação sanguínea e desobstruindo os poros. Entretanto, é preciso ter cuidado com a quantidade de vezes que se pretende esfoliar a pele.

Lembre-se de não exagerar: repetir o procedimento de forma excessiva pode provocar a eliminação brusca da gordura. Como resultado, o organismo acaba sendo incentivado a produzir ainda mais óleo para compensar a retirada.

Investir no protetor solar certo

Hoje em dia, todo mundo entende que o protetor solar 🌞 é um produto fundamental, não é? Ele protege a pele de doenças como o câncer e ajuda a prevenir o envelhecimento precoce. Quem tem a cútis oleosa também não pode deixar de utilizá-lo, mas deve lembrar que procurar uma opção de acordo com essa característica é essencial.

A melhor alternativa é o produto com composição oil free ou toque seco, que protege a derme normalmente, mas não agrava a oleosidade. Itens tonalizantes também são boas opções, pois têm uma textura mais apropriada para esse tipo de pele. As versões em loção são melhores do que em creme, pois são mais leves e finas.

Utilizar produtos de tratamento em sérum ou gel

Para completar, não se esqueça de escolher adequadamente todo o restante dos produtos que pretende incorporar à sua rotina de beleza. O ideal é investir em séruns ou géis, pois ambos são secos, leves e prometem não agravar o quadro de oleosidade de quem já apresenta uma produção de sebo excessiva.

Limpar os resíduos com água micelar

oleosidade no rosto

Para intensificar a higienização e assegurar benefícios dos quais toda pele precisa, investir no uso da água micelar é indispensável. Esse produto remove as impurezas que resistiram ao uso do sabonete, contribuindo para liberar os poros e evitar a formação de cravos ou espinhas.

Além disso, a água micelar trata vermelhidões, tonifica, refresca, purifica, hidrata e equilibra o pH por meio das micelas, partículas que atraem as impurezas da pele como um ímã. O produto controla a oleosidade e retira o excesso de brilho, portanto vale a pena investir nele 😉.

A oleosidade no rosto ajuda a proteger a pele de agressões externas, sendo uma característica muito comum às pessoas que vivem em países tropicais (como o Brasil). Para aproveitar a proteção que o sebo natural oferece sem sofrer efeitos colaterais indesejáveis, como a formação de espinhas e o excesso de brilho, o mais indicado é apostar nesses cuidados diariamente.

Com o uso dos produtos certos, aliado à higienização e à esfoliação adequada, fica mais fácil ter uma pele protegida, saudável e bonita!

Gostou de nossas dicas para controlar a oleosidade no rosto? Aproveite para conhecer a água micelar da BEYOUNG e conferir os benefícios específicos que ela pode trazer para sua pele.

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-