Tipos de pele: saiba aqui quais são e como cuidar!

tipos de pele

 

tipos de pele

Você quer ter uma pele maravilhosa, certo? Mas já se perguntou qual a real importância da derme? Ela é o maior órgão do corpo, é bastante flexível e nos protege dos danos externos. Além disso — independentemente dos tipos de pele — suas funções são as mesmas: controlar a temperatura e a umidade, proteger o corpo de infecções e evitar a perda de água.

Os cuidados para mantê-la sempre saudável não têm como objetivo apenas a estética e, por isso, adotar uma rotina de tratamento é fundamental. Antes de montá-la, você precisa reconhecer as características da sua pele para utilizar os produtos mais adequados.

Para ajudar você a conhecer os tipos de pele, preparamos este post que apresenta as características de cada uma, os cuidados necessários e os sinais que indicam o envelhecimento da derme. Confira!

Quais são os tipos de pele e as principais características de cada um?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), existem quatro tipos principais de classificação para a pele. Veja!

Pele seca

A pele seca tem uma barreira cutânea que facilita a perda de água. Caracteriza-se pela tendência ao ressecamento, descamação e coceira. Os poros não aparecem tanto e o rosto é pouco luminoso, com aspecto avermelhado. Por tudo isso, esse tipo de pele apresenta bastante sensibilidade.

Pele oleosa

A principal característica desse tipo de pele é a oleosidade excessiva, que torna os poros bem aparentes e dilatados. A pele brilha bastante e tem predisposição à acne, que pode surgir tanto na face quanto nas costas e abaixo do pescoço.

Pele normal

A pele normal é a menos comum e a mais almejada, porque tem o equilíbrio perfeito entre a seca e a oleosa. Ela produz a quantidade ideal de óleo, apresenta boa circulação sanguínea e é hidratada na medida certa. Sua aparência é lisa, aveludada, os poros costumam ser pequenos — praticamente invisíveis — e a cor revela saúde, brilho natural e viçosidade.

Pele mista

A pele mista tem algumas características semelhantes aos outros tipos de pele. Diferentemente da oleosa, apresenta excesso de oleosidade apenas na “zona T” — área do queixo, nariz e testa. Nas demais regiões costuma ser seca ou normal.

Os poros são dilatados, visíveis e a face tem brilho excessivo por conta da grande produção de sebo. Também pode haver a presença de cravos e espinhas.

Quais cuidados são necessários para cada tipo de pele?

Pele seca

Na rotina de cuidados com esse tipo de pele, a hidratação é o passo mais importante, já que é preciso repor diariamente a quantidade de água perdida. Por ser mais sensível, a limpeza deve ser feita com sabonete líquido e neutro, de fórmula mais cremosa para que não haja agressão à derme.

O creme para a pele seca deve ter ativos hidratantes potentes, como a glicerina, o ácido hialurônico e a vitamina E. Deve ser aplicado poucos minutos após a lavagem do rosto para facilitar a aborção do produto e gerar um resultado mais satisfatório. Uma dica: jamais lave o rosto com água quente, porque isso aumenta a ressecação desse tipo de pele.

Pele oleosa

O principal cuidado com a pele oleosa é limpá-la duas vezes ao dia (preferencialmente de manhã e à noite) para controlar a oleosidade. Vale ressaltar que a limpeza excessiva da face não gera resultados. Ao contrário, isso causa o efeito rebote, quando as glândulas sebáceas — responsáveis pela produção de gordura — passam a produzir ainda mais óleo para compensar o ressecamento causado pelo excesso de lavagens.

Sabonetes líquidos com ácido salicílico, zinco e ácido glicólico são boas opções. Para remover as impurezas que não são retiradas na primeira etapa, use um adstringente. Jamais use buchas ou outro tipo de material na lavagem da pele, porque há um risco de agressão da camada protetora. Por fim, aposte em um hidratante leve com toque seco.

Pele normal

A pele normal é, em tese, a que menos exige cuidados, mas isso não significa que eles devem ser deixados de lado. A higienização e a hidratação são fundamentais na rotina de qualquer pessoa que deseja ter uma pele mais bonita e saudável. Por esse motivo, quem tem a pele normal deve usar produtos que atendam bem essa necessidade.

Os cuidados não são muito diferentes das peles secas e oleosas, mas é preciso escolher os produtos certos para não tornar a derme seca ou oleosa demais. Além da limpeza, aposte na tonificação e na hidratação com produtos que apresentem antioxidantes e antiglicantes na composição.

Pele mista

Os cuidados com a pele mista visam o equilíbrio. Portanto, o ideal é optar por produtos hidratantes e controladores da oleosidade para atender as particularidades das áreas que apresentam diferentes características. A limpeza, a tonificação e a hidratação também devem fazer parte da rotina.

O controle da oleosidade deve ser feito com um tônico ou adstringente sem álcool na zona T. Para evitar o ressecamento nas áreas mais sensíveis, utilize um bom hidratante facial oil-free adequado para esse tipo de pele.

A esfoliação pode ser feita uma vez por semana e apenas na região do queixo, nariz e testa. Evite aplicar o produto para esfoliação nas regiões secas, porque isso pode deixá-las ainda mais sensíveis e ressecadas.

Como identificar o envelhecimento da pele?

Os sinais do envelhecimento cutâneo fazem parte de uma etapa natural da vida. Eles são causados pela perda natural de colágeno e da elastina. E o primeiro passo para combater o aspecto envelhecido da pele é conhecer as características dela. Veja nos tópicos a seguir!

Flacidez

Com o passar dos anos, a pele tende a perder gordura. A partir daí, fica com menos sustentação e aparenta estar mais “caída”. Além disso, as mudanças hormonais causadas pela idade também influenciam no surgimento da flacidez.

Rugas finas

A exposição aos raios solares, bem como as expressões faciais que causam intensa contração dos músculos são alguns fatores que estimulam o surgimento das marcas de expressão. A má alimentação, o estresse e a poluição também potencializam a ação de enzimas que degradam o colágeno e começam sua atividade geralmente depois dos 30 anos.

Ressecamento

O ressecamento é causado pela desaceleração do metabolismo da derme, que provoca alterações nas suas funcionalidades. Com isso, a barreira cutânea torna-se mais frágil, a umidade diminui e a pele torna-se menos elástica e ainda mais seca. É fundamental utilizar bons hidratantes para combater esse ressecamento, além de tomar bastante água todos os dias.

Neste post você conheceu os principais tipos de pele e os cuidados necessários para cada um deles. Você entendeu também que, apesar de o envelhecimento da derme ser um processo inevitável, ele pode ser retardado com boas práticas de limpeza e com os hidratantes corretos. Portanto, invista em bons produtos adequados às características da sua pele e mantenha uma rotina de cuidados.

É importante também alimentar-se corretamente, praticar exercícios físicos e manter a saúde da mente. Tudo isso ajuda a manter a pele ainda mais bonita e saudável. Ah, e não se esqueça do protetor solar: ele é indispensável para qualquer tipo de pele!

E aí, curtiu o post sobre tipos de pele? Conseguiu identificar quais as características da sua? Então, deixe seu comentário e compartilhe com a gente quais os seus cuidados para manter sua pele sempre linda!

 

Posts Relacionados